Nutricionistas e teletrabalho - como se adaptar?

Quase 1 mês depois do início da quarentena, é tempo de se adaptar e de retomar os bons hábitos, ainda que diferentes! Para os nutricionistas, que viram a sua atividade profissional reduzida e tiveram de se adaptar a novas ferramentas de trabalho, para assegurar um acompanhamento à distância, isto requer um esforço redobrado.

Para ajudar todos aqueles que estão nesta situação, pedimos à Marie Muller, nutricionista em França, para partilhar as suas dicas de adaptação ao trabalho remoto com outros profissionais de nutrição. Depois de já ter gravado um vídeo tutorial para nós, aceitou gentilmente este novo desafio.

Descubra abaixo as 8 dicas que a Marie utiliza diariamente durante esta fase. As 5 primeiras estão ligadas à sua gestão pessoal e as 3 últimas mais ao acompanhamento dos pacientes.

Marie Muller é nutricionista na zona de le Mans. Apaixonada por cozinha, partilha regularmente receitas nas suas redes sociais. A Marie usa o Nutrium há quase 1 ano.


1) Manter os horários habituais

Todos somos tentados a não pôr despertador, não é? O problema, sejamos honestos, é que sem despertador, não acordamos às 7h... mais muito provavelmente às 10h!

Assim, perdemos grande parte da manhã e da nossa motivação... Então, durante a semana, mantenhamos o despertador ativo tal como se fôssemos trabalhar!

Isto vai permitir-nos ser mais produtivos e guardar um ritmo de sono correcto.

2) Tomar conta de si

Tentação n°2? Ficar de pijama o dia todo! Afinal de contas, não vamos sair de casa. Para quê mudar de roupa?

Faça-o por si, para se sentir bem e motivado.

Comece os seus dias em forma, com energia e determinação! Estará assim mais disponível para criar conteúdo visual, posts para as redes sociais, stories no Instagram ou Facebook... Sem esquecer as consultas com videoconferência!

3) Criar um ambiente de trabalho

Sabemos que trabalhar na mesa da sala não é o ideal... Mas depende de nós fazermos dela um espaço de trabalho quase perfeito, para as horas do dia em que vamos trabalhar!

Comece por retirar tudo o que pode estar por cima da mesa e disponha todos os elementos de que dispõe para trabalhar convenientemente. Termine com alguns elementos que o fazem sentir bem: plantas, velas...

E prepare um café, um chá ou uma tisana. Está em casa, aproveite!

4) Criar uma To-do list

Em trabalho remoto, o ritmo é bastante diferente daquele que temos habitualmente.

Mesmo se estamos habituados a trabalhar sós e a ser trabalhadores por conta própria, esta situação pode tornar-nos muito menos produtivos. Tudo é pretexto para descurar as tarefas profissionais, quer sejam os TPC das crianças, o cão que é preciso ir passear ou ainda a roupa que é preciso estender...

Se se revê nesta situação, aconselho-o a criar todos os dias um programa específico com horas a respeitar, que inclua as atividades paralelas da gestão da casa e da vida familiar. Isto vai permitir-lhe encontrar o seu equilíbrio.

5) Otimizar o seu tempo

Para muitos de nós, a atividade profissional ficou reduzida ou, pelo menos, organizou-se de forma diferente. Isto deixa-nos tempo livre que podemos otimizar:

  • Dê um boost à sua presença na net : se ainda não o fez, crie a sua ficha Google my Buisness e adicione artigos.
  • Aproveite este momento para melhorar o seu site (ou criar um novo, caso ainda não tenha).
  • Crie conteúdo para as suas redes sociais: Instagram, Facebook…

Estes elementos permitirão que mantenha contacto com os seus pacientes atuais mas também aumente a marcação de consultas após e até durante a quarentena.

6) Mantenha contacto com os pacientes

O mais difícil neste momento é manter a motivação das tropas! Os nossos pacientes estão perdidos, como todos nós... Mas é nosso trabalho ajudá-los a ultrapassar este desafio, pelo menos do ponto de vista nutricional...

Assim, para manter o contacto com os pacientes e a sua motivação, pense em enviar-lhes regularmente mensagens através do serviço de mensagens do Nutrium.

Crie um planeamento com as mensagens que quer enviar a cada dia. Os seus pacientes agradecerão!

7) Alimentar as redes sociais

Se ainda não o fez, pode criar um grupo de Facebook com todos os seus pacientes. Pode, com uma só mensagem, chegar a muito mais pessoas.

Publique conteúdo regularmente e proponha aos seus pacientes que façam o mesmo.

Aproveite o tempo livre para alimentar a sua conta Instagram ou a sua página do Facebook. Faça Stories, lives, inquéritos... Mostre que está presente!

Os seus pacientes atuais sentir-se-ão acompanhados diariamente. E isto vai permitir-lhe atrair novos pacientes.

8) Propor conteúdo

Os nossos pacientes estão, na sua maior parte, fechados em casa.
É um bom momento para lhes propor um pouco de atividade e de leitura!

Crie receitas saudáveis e gulosas, que podem facilmente realizar durante este tempo. Escreva artigos sobre temas de que falam recorrentemente. Crie fichas de ajuda (hidratação, sono, fruta e legumes da época,...). Todo este conteúdo ser-lhe-á útil no futuro!

Guarde a motivação e pense que esta é uma oportunidade de reinventarmos e melhorarmos a nossa forma de trabalhar!

Boa sorte a todos!



Agradecemos mais uma vez à Marie por ter partilhado connosco estes conselhos tão importantes neste momento! Nem sempre é fácil manter-se motivado e adaptar-se a uma nova realidade como esta.

Tem outros concelhos que também gostaria de partilhar? Fale connosco!