Notícias de Nutrição | Edição nº4

Chegou a hora de mais uma edição de Notícias da Nutrição, e já podemos adiantar que este foi um mês bem agitado.

Apresentamos notícias de campanhas de saúde no Reino Unido, novos estudos sobre hábitos alimentares na vida diária, a relação café e obesidade, e novas evidências sobre nutrição personalizada.

Continue lendo para saber o que se passou no mundo da nutrição este mês.


A obesidade "provoca mais casos de câncer do que fumar", diz a Cancer Research UK

Você viu a última campanha da Cancer Research UK’s chamando a atenção para a ligação entre a obesidade e o câncer? Esta campanha alerta as pessoas para o fato de o excesso de peso ou a obesidade ter ultrapassado fumar como a principal causa da maioria dos casos de câncer. A campanha provocou um alvoroço entre acadêmicos e profissionais de saúde, com alguns acusando a campanha de "humilhar pessoas mais gordas".

Um grupo de profissionais de saúde do Reino Unido escreveu uma carta aberta à Cancer Research UK criticando a campanha. Os críticos da campanha dizem que a obesidade é uma doença complexa e que compará-la a fumar é inapropriado. Eles sugerem que as campanhas deveriam incentivar as pessoas a fazer mudanças em vez de estigmatizá-las e humilhá-las.

Outros veem a campanha como uma mensagem útil, o que salienta a importância dos fatos que ligam a obesidade ao câncer.

Uma dieta pobre está associada a fraqueza acrescida em idosos

Um novo estudo publicado em julho de 2019 revelou que uma dieta mais pobre em geral e uma ingestão de proteínas vegetais mais baixa pode aumentar o risco de fraqueza na velhice.

Este estudo foi realizado em mais de 2.000 idosos não institucionalizados na América que foram seguidos durante quatro anos.

Isto contribuiu para a investigação já existente que demonstrou que ter uma dieta saudável, variada e equilibrada durante a velhice pode ajudar a manter uma boa saúde.

O café pode ser o segredo para acabar com a obesidade

Investigadores descobriram que beber uma xícara de café por dia pode estimular o tecido adiposo marrom (também conhecido como "gordura marrom") e pode ajudar a combater a obesidade e a diabetes.

A gordura marrom é uma dos dois tipos de gordura encontrados no nosso corpo (a outra é a gordura branca), e a sua principal função é criar calor queimando calorias.

Os efeitos da cafeína na gordura marrom foram testados in vitro e in vivo (em humanos), e este é um dos primeiros estudos que encontrou uma forma de estimular artificialmente a gordura marrom em humanos.

É importante lembrar que este estudo foi realizado em uma pequena amostra de 9 adultos saudáveis não obesos e sem diabetes. É necessário mais investigação antes de podermos concluir se o café tem ou não uma intervenção eficaz nas pessoas com diabetes e obesidade.

Afinal o tamanho único não é para todos: a nutrição personalizada está a tornar-se uma realidade

Um dos maiores projetos de investigação em nutrição do mundo, liderado por uma equipe de cientistas internacionais, demonstrou que as respostas individuais ao mesmo tipo de alimentos são diferentes, mesmo em gêmeos idênticos.

Estas descobertas inovadoras foram apresentadas nas conferências da American Society of Nutrition e da American Diabetes Association em junho de 2019. A equipe de investigação está usando técnicas de machine learning para analisar os dados, que mais tarde serão usados para desenvolver um aplicativo para os consumidores.

Contrariamente à crença popular, estes cientistas do King's College de Londres, do Massachusetts General Hospital e da empresa de ciências da nutrição ZOE estão a demonstrar que, no que diz respeito à nutrição, o tamanho único não é para todos.


Visite a seção de Nutrição no nosso blog para consultar todas as edições anteriores das Notícias de Nutrição.

Informamos que não partilhamos qualquer visão em particular sobre qualquer uma destas notícias. O nosso objetivo é apenas o de informar os temas que os profissionais da área têm debatido, as notícias mais recentes e disponibilizar tudo isto aos nossos profissionais à distância de um clique.

Diga-nos que outras fontes utiliza para análises baseadas em dados concretos das últimas novidades sobre nutrição e outros tópicos recentemente abordados.