Notícias de Nutrição | Edição nº 11

Neste artigo, apresentamos as notícias de nutrição mais recentes do mundo. Em poucos minutos, fique informado sobre as últimas políticas criadas pelo governo americano, verifique como as pesquisas estão sempre evoluindo devido à descoberta de novas informações sobre os microplásticos e como os benefícios das nozes para a nossa saúde continuam crescendo.


A administração Trump atenua as regras de nutrição nas escolas

A administração Trump recebeu muitas críticas após anunciar os planos para ser mais tolerante quanto aos padrões de alimentação nas escolas, uma iniciativa que foi defendida anteriormente por Michelle Obama.

As novas propostas permitirão que mais pizza, carne e batata e menos frutas e vegetais frescos e grãos integrais sejam servidos nas escolas. O Departamento da Agricultura dos Estados Unidos afirma que as novas regras permitiriam uma maior flexibilidade para as escolas e que atenderiam as demandas das crianças.

No entanto, os críticos afirmam que as novas regras foram influenciadas por distritos escolares e grupos de lobby da indústria de alimentos, como a indústria da batata, por razões financeiras.

A obesidade infantil é um problema grave nos EUA, com um quinto das crianças e adolescentes classificados como “obesos”.

As regras propostas, que classificam a batata e o macarrão como vegetais, permitirão que as crianças optem por alimentos com altos níveis de calorias, gorduras saturadas e sal em vez de refeições escolares saudáveis e balanceadas.

Novas pesquisas demonstram que ainda não sabemos o que são os microplásticos

Um estudo recém publicado da Universidade de Brunel do Reino Unido descobriu que as pessoas ainda têm muito pouco conhecimento sobre os microplásticos e que eles estão relacionados ao uso diário do plástico doméstico.

Os microplásticos (pequenas partículas de plástico, com menos de 5mm) podem entrar no nosso corpo por meio de ingestão, inalação e contato com a pele. A ingestão ocorre com mais incidência através da entrada dos microplásticos no nosso ambiente natural e chegando aos nossos sistemas hídricos por inúmeras vias (ou seja, fluindo pela superfície). Depois que os microplásticos entram nos sistemas hídricos, onde permanecem, eles podem acabar na nossa água potável – da torneira ou engarrafada.

Apesar de toda a atenção dirigida aos microplásticos, parece que as pessoas não têm consciência sobre a sua origem e acham difícil associar os materiais plásticos que usam aos microplásticos que vão para os oceanos.

Um estudo recente feito por pesquisadores da Universidade de Newcastle, na Austrália, descobriu que uma pessoa ingere, em média, cerca de 5g de plástico proveniente da água por semana. As consequências para a população permanecem pouco claras, mas os cientistas afirmam que dificilmente terão um impacto positivo na saúde.

Reduzir os plásticos de uso único (usando garrafas plásticas reutilizáveis) e apoiar a proibição de produtos que contêm microplásticos são duas formas para reduzir o volume de microplásticos que chega aos nossos oceanos.

Novos ensaios clínicos revelam que as nozes podem melhorar a saúde cardíaca e intestinal

Um novo estudo publicado na Journal of Nutrition sugere que o consumo de nozes aumenta a população de certas bactérias intestinais que estão associadas a uma melhora na pressão arterial e no colesterol.

Os pesquisadores acreditam que a explicação para isso possa ser a combinação única de compostos bioativos, ácidos graxos e fibras dietéticas encontradas nas nozes.

O estudo incluiu 42 indivíduos com sobrepeso ou obesidade expostos ao risco de doenças cardíacas. Os participantes seguiram uma dieta típica americana durante duas semanas e, em seguida, foram submetidos de forma randomizada a uma dieta de seis semanas que substituía algumas gorduras saturadas por nozes, uma combinação de óleos vegetais com o mesmo perfil de ácidos graxos que as nozes ou uma combinação de óleos vegetais mais ricos em ácido oleico ômega 9.

Os indivíduos que consumiram as nozes e o óleo vegetal com o mesmo perfil de ácidos graxos que as nozes apresentaram mudanças positivas relacionadas às bactérias intestinais em comparação à dieta americana normal. Os que seguiram a dieta das nozes obtiveram maiores quantidades de uma espécie de bactéria que está associada a benefícios cardiovasculares.


Se você ainda não conhece, não se esqueça de visitar a seção Nutrição em nosso blog e reveja as edições anteriores das Notícias de Nutrição.

Informamos que não compartilhamos qualquer visão em particular sobre qualquer uma destas notícias. O nosso objetivo é apenas o de informar os temas que os profissionais da área têm debatido, as notícias mais recentes e disponibilizar tudo isto aos nossos profissionais à distância de um clique.

Diga-nos que outras fontes utiliza para análises baseadas em dados concretos das últimas novidades sobre nutrição e outros tópicos recentemente abordados.