Boas práticas nas suas consultas de nutrição online

Este artigo foi escrito por Alejandra Piñeiro, nutricionista, co-fundadora do curso online "Perder grasa de la A a la Z" e cliente Nutrium.

Com a chegada do coronavírus e a implementação do estado de emergência, grande parte dos negócios físicos viram-se obrigados a adaptar-se e a fazer a transição para o mundo online. Os nutricionistas não são uma exceção. Também nos compete adaptarmo-nos a esta nova situação e continuar a exercer a nossa profissão da melhor forma possível.

Ainda assim, nem tudo são más notícias. Os nutricionistas têm algumas vantagens, já que, ao contrário de outros negócios, as consultas de nutrição podem ser realizadas online com bastante normalidade, se souberem como fazê-las.

Neste artigo dou-lhe a conhecer boas práticas para que possa melhorar as suas consultas de nutrição online.


1. Criar confiança

Por norma, custa-nos mais confiar num negócio online do que num negócio físico, que já conta com um local e uma infraestrutura que, de alguma forma, contribuem para a sua credibilidade. Assim sendo, o primeiro passo é criar com o cliente a confiança necessária para que ele contrate os seus serviços como nutricionista.

Para tal pode, por exemplo, partilhar alguns dos seus conhecimentos através das redes sociais ou de um website. A divulgação e o marketing de conteúdo são uma das formas de se dar a conhecer e mostrar ao mundo o que é capaz de fazer.

Se as pessoas gostarem do que partilha, não irá fazer diferença dar consultas presenciais ou online, porque o que realmente vão querer é a sua ajuda, e não a de qualquer outro profissional.

Outra prática que, sem dúvida, deve adotar para aumentar a confiança é especificar bem o que o seu serviço de consultas online inclui. Se o cliente ficar com dúvidas... normalmente, já será um cliente perdido. Pode haver pessoas que efetivamente perguntam diretamente alguma dúvida, mas será uma pequena parte.

Por isso, não ponha mais entraves na hora de decidir e assegure-se de que as pessoas sabem bem desde o princípio o que inclui o serviço que vão contratar.

2. Mostrar proximidade

Assim que o cliente tiver contratado os seus serviços, o passo seguinte é garantir que a sua experiência é a mais agradável possível.

Neste sentido, é importante tratar de compensar de algum modo a falta de contacto físico. Para isso, pode usar diferentes ferramentas, como:

  • E-mail: seja rápido nas suas respostas para que o cliente não se sinta "desamparado" durante muito tempo. Se algum dia não puder responder rapidamente, um simples "Olá, recibi a sua mensagem. Não se preocupe, entrarei em contacto consigo assim que possível", já oferece tranquilidade.
  • Chat da app do Nutrium: pode ser entendido como algo mais próximo do que o e-mail.
  • Videochamadas: recentemente o Nutrium incorporou a possibilidade de agendar videochamadas diretamente a partir da sua plataforma.

A ideia geral é que o cliente continue a sentir que tem em si um apoio próximo, apesar da distância.

3. Comunicação clara e constante

Por vezes o problema não é a força de vontade, nem a falta de motivação, mas sim o cliente não ter compreendido o que lhe queríamos comunicar.

Os problemas de comunicação entre cliente e nutricionista e vice-versa podem agravar-se durante estes dias devido à distância, já que, normalmente, é mais simples explicarmo-nos pessoalmente do que através de um e-mail.

Um conselho: nunca devemos assumir que o cliente entendeu as recomendações prescritas.

Veja por si mesmo. Uma boa forma de fazer isto é, por exemplo, pedir-lhe que registe o diário alimentar durante uns dias. Assim consegue garantir que está a fazer tudo de acordo com o previsto.

4. Estabeleça controlos regulares

O facto de não irem fisicamente a uma clínica para as consultas de acompanhamento pode fazer com que a motivação de alguns clientes reduza ligeiramente.

De certeza que já todos tivemos o típico cliente que recorre às consultas de nutrição exclusivamente para se pesar e medir. A verdade é que o facto de ter de "prestar contas" ao nutricionista uma vez por mês ajuda muitas pessoas a ser mais consistentes.

Este acompanhamento é algo que deve continuar a fazer-se, ainda que à distância. Serão agora os próprios clientes que, de forma autónoma, têm de pô-lo em prática, mas pode guiá-los durante o processo.

Procure definir bem com que frequência lhes recomendas fazer estes controlos, explique-lhes como tirar as medidas de forma adequada, etc.

Conclusão

Como vê, a consulta de nutrição online pode ser un servico igualmente válido. Apenas devemos adaptar-nos e procurar ajudar os nossos clientes usando diferentes ferramentas.

Em conclusão, podemos dizer que a ideia geral é conseguir mostrar na consulta online a mesma proximidade que mostraríamos pessoalmente. Isto irá aumentar a confiança dos seus clientes e irá evitar momentos de incerteza que podem ser problemáticos.


Se ainda não experimentou o Nutrium, esta é uma oportunidade única.
Descubra como esta e outras funcionalidades podem fazer a diferença nas suas consultas e no acompanhamento dos seus clientes. Experimente durante 14 dias sem qualquer compromisso.